Encontros musicais: Tom Jobim

 


  Impossível falar de música sem citar um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos, Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim,ou como é conhecido popularmente, Tom Jobim. Além de compor, Jobim era cantor, violinista e pianista, foi grande responsável pela divulgação da bossa nova no exterior, movimento surgido em 1958 no Rio de Janeiro, que mistura elementos do jazz ao samba, o qual também foi profundamente modificado em melodia e harmonia.
  Jobim pensou em seguir carreira de arquiteto, felizmente pouco tempo depois passou a dedicar-se totalmente à música, aos vinte anos já tinha uma posição de destaque em estúdios de gravação e casas noturnas. Gravou seu primeiro disco em 1954, porém o primeiro grande sucesso veio dois anos depois, em uma de suas maiores parcerias, o poeta Vinícius de Moraes, compôs na ocasião a música para a peça teatral "Orfeu da Conceição", "Orfeu Negro" no cinema. Em 1958, outro grande encontro, o disco "Chega de Saudade", no qual João Gilberto toca e canta músicas de Jobim, nascia assim a Bossa nova.
  Tom Jobim ganhou o mundo em 1962, após o saxofonista  Stan Getz e o guitarrista Charlie Byrd gravarem o LP "Jazz Samba", disco que permaneceu durante semanas na lista dos mais vendidos. A versão instrumental de "Desafinado" ganhou nos EUA vários interpretes como: Quincy Jones, Coleman Hawkins e Dizzy Gillespie. No ano de 1963, Jobim junto com outros músicos brasileiros se apresentaram no Carnagie Hall, cantando a consagrada canção "Garota de Ipanema".
  A vida musical de Tom Jobim foi repleta de grandes encontros, no Brasil devemos destacar a parceria com Vinícius de Moraes, fruto de diversas canções como: "A Felicidade", "Chega de Saudade" e da icônica "Garota de Ipanema", essa já citada, sem dúvidas a música brasileira mais conhecida ao redor do mundo, com versões em praticamente todas as línguas. Ainda falando sobre os encontros nacionais, destaque para Elis Regina, Chico Buarque e sua irmã Miúcha, João Gilberto, Cartola, dentre tantos outros, seja como compositor ou em duetos.
  Em 1967 um grande encontro musical, o álbum "Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim", os maiores nomes da música estadunidense e brasileira, reunindo canções da Bossa nova e três do "Great American Songbook", lista que reúne composições famosas da música popular dos Estados Unidos, com arranjos em Bossa novo feitos por Claus Orgeman, que participou também da gravação com sua orquestra. Uma sequência chegou a ser lançada em 1970 com o nome "Sinatra-Jobim", porém foi rapidamente retirada do mercado, as canções foram remanejadas para o álbum "Sinatra & Company", de 1971. O primeiro disco foi indicado para o Grammy de álbum do ano, perdendo para aquele que é um dos álbuns mais icônicos dos Beatles "Sgt, Pepper's Lonely Club Band". Sem sombra de dúvidas entre os tantos encontros de Tom Jobim, a parceria com Sinatra foi um momento marcante para a música mundial e continua a conquistar gerações, assim como "A Garota de Ipanema", interpretada nas mais diversas línguas, uma das músicas brasileiras mais conhecidas de todos os tempos.

Comentários

Postagens mais visitadas