Falando sobre música: O rock argentino

   
                                                                                                                                                                  consultoriadorock.com 

     Quando falamos em rock logo lembramos de cantores e bandas estadunidenses, britânicas ou mesmo no rock nacional, mas nossos vizinhos do sul têm muita coisa legal para nos oferecer. A Argentina foi um dos primeiros países ibérico-americanos a produzir rock, no início o som era baseado no que era produzindo inicialmente nos Estados Unidos, posteriormente foi influenciado também pelos britânicos e seu estilo mais sofisticado, dando ares europeus ao rock. Assim como no rock brasileiro, os argentinos misturaram seu folclore e seus ritmos como tango e cumbia, criando assim uma identidade local. O rock feito ao sul é tão rico quanto a produção nacional, inclusive com canções que cantamos em português mas são obras dos "hermanos".
     Sui Generis é um grupo formado em 1969 a partir da fusão de duas bandas acústicas surgidas nas escolas do bairro portenho de Caballito. Prestes a fazer sua primeira grande apresentação vários de seus integrantes acabaram desertando, restando apenas a dupla Charly García (voz, piano e violão) e Nito Mestre (voz, violão e flauta), o dueto contou com diversos músicos de apoio durante seu período de atividade. O primeiro álbum Vida de 1972, o estilo acústico prevalece assim como uma forte influência do folk, lembrando inclusive o estilo de Bob Dylan em algumas faixas, destaque para "Canción para Mi Muerte", composta por García durante o serviço militar. Em 1973 o grupo contando com outros músicos de apoio, produziu Confessiones de Invierno, com melodia mais melancólica traz canções com maior influência do rock como "Mr. Jones, o Pequeña Semblanza de una Familia Tipo Americana". A última obra de estúdio da fase clássica do Sui Generis Pequeñas Anécdotas Sobre las Instituiciones, traz um estilo mais eletrificado e com músicas com caráter crítico tendo como alvo as instituições sobretudo a família, política e justiça, na época os países latino-americanos sofriam com as ditaduras, não foi diferente na Argentina, algumas faixas do álbum chegaram a ser posteriormente censuradas. Após o término em 1975, um encontro em 1980 com apresentações em Montevidéu no Uruguai e Santiago no Chile. Em 1993, Nito Mestre lançava uma compilação de músicas do grupo remasterizadas e com sonoridade da década. Entre os anos de 2000 e 2001, García e Mestre voltaram a se reunir, lançando o álbum Sinfonías para Adoslescentes, destacando a canção "Ruan Represíon".
     Serú Girán um quarteto formado por Charly García (voz e teclados), David Lebón (voz e guitarra), Pedro Aznar (voz, baixo e teclado) e Oscar Moro (bateria), a qualidade técnica e as letras do grupo fizeram com que ele ficasse conhecido como "Los Beatles Criollos". A banda conta com quatro álbuns de estúdio e o estilo vai do rock mais tradicional, passando pelo progressivo e apresentando até mesmo elementos do jazz, o primeiro disco de 1978 é um álbum homônimo, a primeira faixa "Eiti Leda" é uma herança do concerto de despedida do Sui Generis. Já no ano seguinte era lançado La Grasa de las Capitales, o álbum figura na 17ª posição dos álbuns mais importantes do rock argentino segundo a revista Rolling Stones, além da música tema, uma das faixas acabou sendo gravada em português pelos Paralamas do Sucesso no seu disco Hey Na Na de 1998 "Viernes 3am". Bicicleta de 1980, considerado por muitos o melhor álbum da banda traz composições que criticam de forma sútil a Ditadura Argentina, com grande influência do rock progressivo a faixa "A los Jóvenes de Ayer" tem mais de 9 minutos de duração, mas uma das composições mais emblemáticas "Canción de Alícia en el País", uma fusão do clássico literário de Lewis Carroll com uma mensagem contra o governo totalitário. Em 1981, a banda lançava Peperina, o último álbum de estúdio da primeira fase da banda, assim como o anterior o disco é carregado de críticas, na música "Peperina" há um bip na palavra huevos, umas autocensura que ataca diretamente os censores oficiais, duas faixas se referem a vida de aparências "Cinema Verite" e "José Mercado". Uma curiosidade sobre o ano de lançamento do disco foi a participação de Charly García e Pedro Aznar em trabalhos de Milton Nascimento. Após 10 anos e de muitos trabalhos solos, os integrantes do Serú Girán voltam a se juntar entre os anos de 1991 e 1993, o resultado foi o último álbum de estúdio definitivo intitulado Serú 92, foi um sucesso de vendas, apesar de não ser o trabalho mais notável do quarteto.
     Com um estilo mais pop e que lembra muito o rock brasileiro dos anos 80 e 90, o Soda Stereo era um trio Argentino formado por Gustavo Cerati (voz e guitarra), Héctor "Zeta" Bosio (baixo) e Charly Alberti (bateria). O conjunto fez sucesso por toda América Hispânica, apesar de não ter atingido o Brasil na mesma proporção, a canção "De Música Ligera", parte do quinto álbum do grupo Canción Animal de 1990 que no Brasil ganhou versões pelos Paralamas do Sucesso em 1996 no álbum Nove Luas, e pelo Capital Inicial em Rosas e Vinho, disco de 2002 na qual a música recebeu o nome de "A Sua Maneira". Durante a carreira o grupo gravou sete álbuns de estúdio sendo o primeiro Soda Stereo de 1984, Nada Personal em 1985, Signos no ano seguinte, o já citado Canción Animal de 1990, em 1992 era lançado Dynamo, e por fim, Sueño Stereo em 1995, são uma boa porta de entrada para quem pretende conhecer o rock argentino, as músicas agitadas e as baladas apresentam rock alternativo com toques de new wave e pop. Após o fim do grupo em 1997, uma reunião dez anos depois Me Verás Volver, após um aneurisma durante uma apresentação solo na Venezuela em maio de 2010, Gustavo Cerati entrou em coma, permanecendo na condição até sua morte em 4 de setembro de 2014, acabando com qualquer possibilidade de uma nova reunião do trio.
     Grandes nomes do rock argentino possuem também uma carreira solo, assim como Charly García ainda em atividade o músico gravou 13 álbuns solos, 3 com Pedro Aznar e 1 com Mercedes Sosa, seu disco mais recente Random fora lançado no último mês de fevereiro, com boa receptividade da crítica e com vendas superiores as 10 mil cópias. Com a carreira iniciada em 1979, Fito Páez talvez seja um dos representantes do rock argentino mais influente no Brasil, "Trac Trac" do disco Os Grãos de 1991 dos Paralamas do Sucesso é uma versão de "Track Track" do álbum Ciudad de Pobres Corazones de 1987 do músico argentino. Páez conta com 23 obras de estúdio ao longo de sua carreira, a última Locura Total de 2015 contou com a participação do músico brasileiro Paulinho Moska. Paéz participou da gravação do Acústico MTV dos Titãs, cantando uma versão em espanhol de "Go Back", além da associação à diversos outros músicos brasileiros, seja em parcerias ou com gravação de canções de ambas as partes.
     O rock feito na Argentina é tão rico e tão diverso como o rock de qualquer lugar do mundo, com influências locais e suas particularidades, existem outros grandes nomes dos quais podemos citar o próprio Gustavo Cerati em sua carreira solo, Pedro Aznar, Davi Lébon, Andrés Calamaro e, as bandas como a piorei Vox Dei, Pescado Rabioso, Los Fabulosos Cadillacs, Virus, Los Abuelos de la Nada, enfim, são novos sons, alguns antigos, para serem explorados, afinal, nossos vizinhos do sul também sabem tocar rock e fazem isso muito bem.

Comentários

Postagens mais visitadas